MORTUGABA – SÃO JOSÉ
15-02-2018
Paróquia de Mortugaba realiza estudo sobre a Campanha da Fraternidade 2018
Artigos
14-02-2018
“Dar o que puderdes para ajudar os irmãos!”, pede o Papa para o tempo da Quaresma
Notícias
14-02-2018
Esmola, jejum e oração: tripé da espiritualidade quaresmal
Notícias
14-02-2018
Aberta a Campanha da Fraternidade de 2018; saiba como foi
HORÁRIO DE MISSA

Notícias

Esmola, jejum e oração: tripé da espiritualidade quaresmal

14-02-2018 | Por CNBB

Dom Armando Bucciol, bispo de Livramento de Nossa Senhora (BA)
é presidente da Comissão para a Liturgia da CNBB. Foto: CNBB

Nos próximos dias a Igreja começará o tempo quaresmal. Iniciar o período significa inaugurar um tempo de penitência, em preparação para a Páscoa do Senhor. Essa etapa certamente desperta em todos os cristãos a necessidade de revisão de vida, tanto em nível pessoal como social. Neste sentido, o portal da CNBB realizou uma entrevista exclusiva com o bispo de Livramento de Nossa Senhora e presidente da Comissão para a Liturgia, dom Armando Bucciol, que falou sobre a espiritualidade e intensidade do tempo quaresmal.

Desde quando a Quaresma é vivenciada como tempo intenso de preparação para a Páscoa?

Para celebrar a festa das festas, a Páscoa, a Igreja propõe desde o início de sua caminhada uma adequada preparação. Depois nos primeiros séculos, após ter focalizado no Dia do Senhor o centro de sua vida espiritual, em meados do segundo século, eis que se celebra a Festa da Páscoa. A Páscoa anual é celebrada com uma solene vigília. Ao redor desse núcleo forma-se o tríduo sagrado e a Páscoa é celebrada em três dias. A solenidade da Páscoa se prolonga numa festa de 50 dias até o Pentecostes. O desejo de se reproduzir os fatos da vida de Jesus, sobretudo por parte da Igreja de Jerusalém faz nascer algumas celebrações daquela que será chamada de Semana Santa. Elemento importante foi a conversão do Batismo durante a vigília pascoal no começo do terceiro século e a missa para a reconciliação dos penitentes desde o quinto século, a partir disso, forma-se a Quaresma como preparação à Páscoa.

Quais foram os primeiros testemunhos sobre a existência da Quaresma e como era feita a preparação para o período?

Temos os primeiros testemunhos sobre a existência da Quaresma já no século IV, um tempo de preparação de três semanas. Vários testemunhos de quarenta dias de preparação para a Páscoa se encontram ao longo do IV século. Para o desenvolvimento da Quaresma contribuiu a organização do catecumenato, tempo de preparação aos ensinamentos de Iniciação à Vida Crista para os Adultos que nesse século alcança seu apogeu. No Sábado Santo celebravam-se o Batismo com a unção crismal e a celebração da Eucaristia, neste período a Quaresma torna-se tempo forte de penitência para a reconciliação dos pecadores e acontecia uma grande celebração de acolhida na Quinta-feira da Semana Santa pela manhã. As características ‘batismal e penitencial’ permanecem na celebração da Quaresma até os dias atuais, o Sacrosanctum Concilium Sobre a Liturgia Sagrada as reconhece quando tanto na liturgia quanto na catequese litúrgica esclarece-se a dupla índole do tempo quaresmal que, principalmente, pela lembrança ou preparação do Batismo e pela penitência fazendo os fiéis ouvirem com mais frequência a Palavra de Deus e entregarem-se a oração os dispõe a celebração pascoal. Leia mais »

MALHADA DE PEDRAS – SENHOR BOM JESUS

Quaresma: Paróquia de Malhada de Pedras inicia caminhada penitencial

04-03-2017 | Por Anderson Ferreira/Pascom Malhada de Pedras

A caminhada penitencial começou às margens do rio da cidade.

A caminhada penitencial começou às margens do rio do Antônio, que por muito tempo foi a fonte de abastecimento hídrica do município de Malhada de Pedras. Hoje, devido à ação humana, o rio, com a pouca água acumulada em pequenas poças pelos escassos períodos de chuva, é apenas parte de um cenário seco do sertão baiano. É que o escoamento de resíduos industriais e o esgotamento sanitário sem tratamento, ao longo das cidades banhadas pelo rio, tiraram-lhe a vida. Leia mais »

Notícias

Papa apresenta Quaresma como caminho de esperança

01-03-2017 | Agência Acclesia

Papa Francisco diz que a Quaresma é “um caminho de esperança” e alerta para a obsessão pelo dinheiro.

O Papa Francisco assinalou, nesta Quarta-feira de Cinzas, no Vaticano, o início da Quaresma, período de preparação para a Páscoa, e falou de um “caminho de esperança” que quer levar os católicos da “escravidão” à liberdade.

“[A Quaresma] é um caminho certamente exigente, como é bom que seja, porque o amor é exigente, mas é um caminho cheio de esperança. Mais: o êxodo quaresmal é o caminho no qual a própria esperança ganha forma”, disse, perante milhares de peregrinos reunidos na Praça de São Pedro para a audiência pública semanal.

Francisco aludiu às práticas penitenciais ligadas ao tempo de preparação para a Páscoa e sublinhou que “o cansaço de atravessar o deserto – todas as provas, as tentações, as ilusões, as miragens -, tudo isso serve para forjar uma esperança forte, sã”. Leia mais »

Artigos

Jejum: equilíbrio espiritual

22-02-2016 | Por Pe. Jordano Viana Fernandes

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

“Quando jejuares, unge tua cabeça e lava teu rosto, para que os homens não percebam que estás jejuando, mas apenas teu Pai, que está lá no segredo; e teu Pai, que vê no segredo, te recompensará” (Mt 6, 17-18).

Para que nos serve o jejum? Durante toda a quaresma encontramos esta atitude numa leitura bíblica ou noutra. Faz-se mister, ora, questionarmo-nos a esse respeito. Algumas pessoas, quando se aproxima o Tempo da Quaresma, começam a pensar em que jejum deve realizar. Abstem-se de carne vermelha, argumentando não comer qualquer alimento que recorde o derramamento de sangue; outras deixam de comer massa ou qualquer outra delícia gastronômica. Ouvem-se também alguns exemplos de pessoas determinadas a não comer alimentos não nutritivos, mas saborosos. Algumas argumentam serem necessários todos os 40 dias com o respectivo jejum. Os mais liberais optam apenas para a Quarta-feira de Cinzas e Sexta-feira da Paixão e nada mais.  Leia mais »

Artigos

O que muda nas celebrações no Tempo da quaresma?

18-02-2016 | Por Pe. João Silva de Sá Teles

No período da quaresma, algumas mudanças colaboram para melhor vivenciarmos esse tempo. Foto: Luan Vinicius Ferreira/PASCOM

No período da quaresma, algumas mudanças colaboram para melhor vivenciarmos esse tempo. Foto: Luan Vinicius Ferreira/PASCOM

Estimado leitor!

Com a celebração da Quarta-feira de Cinzas, iniciamos o caminho quaresmal. É um caminho marcado pela oração, caridade e penitência. Quer nos preparar para celebrarmos, jubilosos, a Ressurreição do Crucificado e, na vigília pascal, renovarmos o nosso batismo.

Para esta preparação convém perguntar-nos: O que muda nas celebrações no Tempo da quaresma?

Durante essa caminhada, recebemos da Liturgia da nossa Igreja as seguintes orientações:  Leia mais »

ARACATU – SÃO PEDRO

Quarta de cinzas marca início da quaresma na Diocese; confira horários de missa

10-02-2016 | Por Luan Vinicius Ferreira/PASCOM

Missas por toda a Diocese marcam o início da Quaresma

Missas por toda a Diocese marcam o início da Quaresma

Primeiro dia da Quaresma. Data que lembra, para nós cristãos, a fragilidade da vida humana, sujeira à morte, e nos convida a conversão. Hoje, dia 10, é celebrada a ‘quarta-feira de cinzas’. Neste primeiro dia dos 40 que virão – onde a reflexão e a motivação para atitudes de conversão serão lembradas em todos os momentos –, somos fortemente convidados à conversão.

Com cinzas, que provém da queima dos ramos abençoados no Domingo de Ramos do ano passado, os fiéis receberão, na celebração desta quarta, o sinal da cruz na fronte e ouvirão “Convertei-vos e crede no Evangelho”. A igreja convida fazer jejum nesta quarta-feira.

Confira o horário de celebrações pela Diocese de Caetité:  Leia mais »

Página 1 de 11
Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com