IUIÚ – SANTA LUZIA
14-12-2017
Iuiu celebra festa da padroeira Santa Luzia
Notícias
14-12-2017
Infância e Adolescência Missionária de Urandi realiza confraternização de fim de ano
DIOCESE
14-12-2017
Em avaliação, ECC diocesano realiza planejamento para o próximo ano
Notícias
14-12-2017
VII encontro das CEBs é realizado em Urandi
HORÁRIO DE MISSA

ARACATU – SÃO PEDRO

Saiba como foi o mês do dízimo na Paróquia de Aracatu

29-11-2017 | Por William Oliveira/PASCOM Aracatu

Novembro é o mês do dízimo na Diocese de Caetité. Foto: PASCOM

Em sintonia com a Diocese de Caetité, a Paroquia São Pedro Apóstolo de Aracatu dinamizou o mês de novembro, que é dedicado ao Dízimo em nossa diocese. No decorrer das celebrações dominicais a Pastoral do Dízimo realizou, através de apresentações, vídeos, áudios e cartazes, a conscientização da importância do Dízimo na vida do Cristão, da comunidade e da própria Paróquia, assim como também deu ênfase à importância de devolver a Deus com o coração grato às dádivas da Vida.

IUIÚ – SANTA LUZIA

Paróquia de Iuiu celebra Primeira Eucaristia de crianças e jovens

27-11-2017 | Por Carlos Vítor Amado/PASCOM Iuiu

Neste domingo (26), dia da Solenidade de Cristo Rei, a Paróquia Santa Luzia, em Iuiu, estava em festa também pela celebração da Primeira Comunhão de crianças e jovens. A missa foi presidida pelo padre Alfredo Rosener, da Congregação Marista. Na homilia, padre Alfredo falou sobre a Solenidade celebrada pela Igreja. “É o dia de Cristo Rei Cristo que se humilhou até a morte, mas, depois da sua ressurreição, tornou-se o nosso Rei do Universo”.

O padre também destacou a abertura do Ano Nacional do Laicato, celebrado também neste domingo. “A Igreja destaca a presença dos leigos nas comunidades e pastorais, incentivando as suas próprias vocações”. Aos catequizandos, o padre pediu que tivessem responsabilidade e maturidade e não sumissem da comunidade depois de receberem a Eucaristia, pois daquele dia em diante eles fariam parte do Banquete Eucarístico.

A celebração marcou, ainda, o encerramento do mês do dízimo.

DIOCESE

Novembro: Mês do Dízimo na Diocese de Caetité

27-11-2017 | Por PASCOM DIOCESANA

Agentes da Pastoral do Dízimo da Paróquia Senhor Bom Jesus de Malhada de Pedras. Foto: PASCOM

Na Diocese de Caetité, novembro é um mês para meditar a importância do ser dizimista. Pensando nisso, as paróquias têm se organizado para refletir sobre esse compromisso de todo cristão, como uma forma de gratidão a Deus e de pertencimento a comunidade de fé.

Na Paróquia Nossa Senhora do Carmo, em Ibitira, os paroquianos participaram a cada semana do mês de um encontro sobre o dízimo e partilharam alimentos que serão doados para famílias carentes.

Em Lagoa Real, os fiéis da Paróquia Santa Virgem das Vitórias estão vivendo um momento de motivação para a Pastoral do Dízimo.

Na Paróquia Senhor Bom Jesus, em Malhada de Pedras, durante a celebração de cada domingo, as equipes responsáveis pela liturgia prepararam três momentos sobre o dízimo para despertar a atenção dos paroquianos sobre esse gesto.

Em Guanambi, as comunidades das duas paróquias da cidade também estão realizando momentos de partilha e reflexão sobre o dízimo.

A Igreja celebra o mês do dízimo em julho, mas, na Diocese de Caetité, a comemoração acontece em novembro, devido a festa da Padroeira da diocese, Senhora Sant”Ana, realizada em julho. A mudança na data ocorreu durante a administração do saudoso bispo Dom Antônio Alberto Guimarães Rezende.

MALHADA DE PEDRAS – SENHOR BOM JESUS

Malhada de Pedras encerra mês do dízimo com celebração pelos dizimistas

02-12-2016 |

A paróquia Senhor Bom Jesus de Malhada de Pedras encerrou, nesta quarta-feira (30), o mês dedicado ao Dízimo, com uma celebração em ação de graças pelos dizimistas. Após a Santa Missa, uma confraternização com os dizimistas e toda a comunidade foi uma forma de agradecer àqueles que colaboram com a manutenção da paróquia. A celebração foi presidida pelo pároco, padre José Rocha.

Além da comunidade-sede, a celebração contou com a presença de várias comunidades rurais. Longo no início, membros da Pastoral do Dízimo fizeram uma apresentação sobre a importância da devolução do dízimo e explicaram questões importantes como a diferença entre dízimo e oferta, o caráter pessoal do dízimo e de quanto deve ser o dízimo.

Na homilia, padre José Rocha, em referência aos textos litúrgicos, disse que “a comunidade de Coríntios exorta-nos a dar o dízimo conforme o impulso do nosso coração, sem tristeza nem constrangimento, pois Deus ama quem dá com alegria. E se, mesmo esforçando, só podemos dar pouco, façamos, mas com amor. Não seja nosso resto, nossa sobra. Nada do que Deus nos dá é resto. Se podemos dar muito, mas não nos sentimos motivados, não estamos conscientizados, então não demos nada. Porque sem amor, sem o sentido da gratidão e do compromisso, não é dízimo, é esmola. E Deus não quer e não precisa de esmola”, disse o padre.

“Somos convocados a viver de forma correta e concreta o amor e a partilha, que implicam no caminho da cruz, no realizar a proposta do Reino de justiça, de vida plena para todos”, completou. Na diocese de Caetité, novembro é o mês do dízimo.

Página 1 de 11