DIOCESE

Em avaliação, ECC diocesano realiza planejamento para o próximo ano

14-12-2017 | Por Cláudio e Zilah Ramos/Coordenação ECC

No último domingo (10), num clima de partilha e fraternidade de famílias cristãs, cerca de 70 casais do Encontro de Casais com Cristo (ECC) se reuniram no Centro de Treinamento de Líderes (CTL), em Brumado. Estiveram presentes o padre Manoel Queiroz, pároco de Cordeiros e diretor espiritual diocesano do ECC, e padre Cleonidio Barbosa, pároco de Brumado e diretor espiritual paroquial do ECC.

O encontro teve início com a santa missa, presidida pelo padre Cleonídio. Na homilia, o padre refletiu sobre a missão e o dinamismo da Igreja no itinerário e nas suas portas sempre abertas à misericórdia e a justiça social em benefício dos mais sofredores. Apontou de outro lado, o comportamento indiferente como cristãos que, ao participarem de algum momento sacramental ou orações, dizemos ser cristãos não importando com realidade da vida e dos fatos. Fez-nos tornar ciente que não acontecerá mudança social se não houver a pessoal.

Como disse o Santo Padre Papa Francisco – e que reverbere em nossas consciências – “não se é cristão “às vezes”, apenas em determinados momentos, em certas circunstâncias, em algumas escolhas. Não se pode ser cristão desta forma, temos que ser cristãos em todo e qualquer momento”.

O CTL de Brumado ficou pequeno, para receber todos os casais do ECC, lotando o plenário, sendo acolhidos, carinhosamente, pelas equipes dirigentes e foram oferecidas e partilhadas as refeições preparadas e temperadas com esmero e carinho pelos casais: Dim e Dete, Nicanor e Lúcia e João Lúcio e Tenita, aos quais não poderíamos deixar de agradecer.

Foi apresentado ao ECC, por padre Cleonídio, o Documento 107 da CNBB: Iniciação à vida Cristã: itinerário para formar discípulos missionários – meta de trabalho a ser prioridade no ECC e em toda nossa Igreja.

Nosso querido padre Cléo, com sua maturidade e dando exemplo das solicitações e problemas que eles também, como Sacerdotes e nós todos temos de enfrentar. Mostrou com maturidade – dos seus 50 anos – e sã consciência do respeito à Palavra Sagrada, do seu profundo saber sobre os vários documentos, mas principalmente da misericórdia de Cristo. Fez uma verdadeira catequese do coração, mostrou-nos a face de Jesus, em contraste com os nossos preconceitos e valores morais, que muitas vezes excluem os irmãos do convívio fraterno e cristão. Desta forma todos saímos conscientes de necessidade de continuarmos no itinerário cristão de busca da perfeição e dar seguimento nesta exigência da Igreja do Brasil e de nossa Diocese de Caetité, que é o projeto de iniciação a vida cristã.

Padre Manoel Queiroz agradeceu a convivência fraterna enquanto esteve como diretor espiritual. Em janeiro a função será transferida ao padre Reinaldo de Oliveira, por quem rezamos e colocamos nossas intenções pela beleza de testemunho e trabalho, nos seus 25 anos de vida sacerdotal.

As equipes dirigentes apresentaram seus relatórios e ações realizadas com carinho e muito empenho. Servirão de exemplo e herança, para as novas que assumem os trabalhos do serviço-escola de evangelização – ECC. Relatamos, que todas equipes dirigentes receberam o Documento 107 da CNBB e a agenda diocesana com as decisões da Assembleia. Leigo que não é cristão verdadeiro, não pode comemorar o Ano do Laicato.

Como referiu nosso Bispo Diocesano, Dom Carvalho, somos comunhão e participação. Existem mais de 2.000 casais que tiveram formação inicial cristã, no ECC, mas que estão presentes em todas as Pastorais, coordenações de comunidades, serviços administrativos, manutenção do patrimônio físico e em várias obras sociais. O ECC é um serviço da Igreja, não visa prender a si os casais. Cristo é a nossa fonte de água viva. Temos e damos testemunho que o ECC é fonte que irriga muitos trabalhos e pastorais de nossa Diocese. Somos missionários nas Paróquias e fora da Diocese, vez que implantamos na Arquidiocese de Vitória da Conquista – Vitória da Conquista – e Diocese de Livramento N. Sra, na cidade de Barra da Estiva.

O ECC trabalha em favor da Igreja Católica Apostólica Romana e das famílias, para que todos tenhamos um caminho do verdadeiro encontro com Cristo. Sejamos “Sal da terra e Luz do mundo”. Desejamos um santo e abençoado Natal e que o Menino Jesus encontre abrigo no coração de todos.