IGAPORÃ – NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO
14-01-2018
Paróquia de Igaporã inicia festejos em louvor a São Sebastião
Notícias
11-01-2018
Paróquia de Urandi celebra missa pelo aniversário natalício e sacerdotal de padre Alessandro Alves
DIOCESE
10-01-2018
14º Intereclesial das CEBs será realizado em Londrina (PR), no final do mês
GUANAMBÍ – SANTO ANTÔNIO
02-01-2018
Mons. Alex Adriano se despede de Guanambi; foi transferido para Caetité
HORÁRIO DE MISSA

IGAPORÃ – NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO

Paróquia de Igaporã inicia festejos em louvor a São Sebastião

14-01-2018 | Por PASCOM Igaporã

Na última sexta-feira (13), a Paróquia Nossa Senhora do Livramento, de Igaporã, deu início ao novenário do seu Co-Padroeiro, o glorioso mártir São Sebastião. Os fiéis, nesses dias, vão refletir sobre o tema “Iniciação à vida cristã: Um itinerário”.

A programação começou às 5h da manhã, com a realização de alvorada, seguida da celebração eucarística de abertura do novenário às 6h da manhã. À noite, o estandarte de São Sebastião saiu em cortejo da casa da família festeira em direção à igreja Matriz, para a celebração da primeira noite da novena.

A celebração foi presidida pelo diácono Técio da Arquidiocese de Vitória da Conquista. Na oportunidade, ele enfatizou o papel do leigo na comunidade. O padre Paulo Henrique Neves de Souza, pároco de Igaporã, destacou o fé e a devoção do povo igaporaense ao glorioso São Sebastião.

A festa vai até o dia 21 de janeiro e todos estão convidados a participar dos festejos. Você também pode acompanhar todos os detalhes da festa do glorioso mártir São Sebastião, em Igaporã, pela página do Facebook. Acesse Paróquia Nossa Senhora do Livramento.

Notícias

Paróquia de Urandi celebra missa pelo aniversário natalício e sacerdotal de padre Alessandro Alves

11-01-2018 | Idalina Gonçalves/PASCOM Urandi

Por ocasião do aniversário natalício e pelos nove de sacerdócio do padre Alessandro dos Santos Alves, as CEBs da Paróquia Santo Antônio de Urandi celebraram, nesta quarta-feira (10), com grande alegria, e agradeceram a Deus pela vida e mistério do padre Alessandro, pároco local.

O evento teve início com a Celebração da Eucaristia e na sequência foram partilhados momentos de confraternização entre os paroquianos de Urandi, e representantes da maioria das Paróquias por onde passou o Padre Alessandro, e que certamente deixou o seu legado.

Notadamente, 10 de janeiro é um grande dia, pois um dos mais dedicados servos de Deus completa mais um ano de sacerdócio. Como bem afirmou o padre Eutrópio Aécio (Guanambi) “que você, Padre Alessandro, possa continuar vivendo a sua vida na dimensão do serviço de Deus, que possa compreender e viver sempre mais o Ministério à luz do Cristo Bom Pastor”.

Assim, a Coordenação das CEBs agradeceu a participação dos familiares do nosso Reverendíssimo Pároco e todas as Comunidades ali representadas, bem como das pessoas que participaram, através de depoimentos, da elaboração do documentário em homenagem ao Padre Alessandro, ao tempo que o parabenizou, nesse momento que lhe pertence, pois a alegria, dedicação e zelo em seu pastoreio são suas principais características.

DIOCESE

14º Intereclesial das CEBs será realizado em Londrina (PR), no final do mês

10-01-2018 | Por Nilson Ladeia da Silva/Coordenação diocesana das CEBs

 Alegremente, vamos chegando, festa bonita vai começar eu sabia que alegria com as Cebs vim celebrar (Hélio Marinho)

No período de 23 a 27 de janeiro, acontecerá na Arquidiocese de Londrina, no Paraná, o 14ª Intereclesial das Comunidades Eclesial de Base (CEBs). Há quase cinco décadas, sob o influxo do Concilio Vaticano II e no calor das Conferências Latino-americanas do episcopado reunido em Medellín e Puebla, as comunidades eclesiais de base pulularam como uma pequena “flor sem defesa”. Depois, na década de 1970, veio o seu aprumar, mesmo em um cenário político difícil da época, em todo Brasil e na América Latina. Foi nesse momento que surgiram os Encontros Intereclesiais de CEBs, cujo objetivo era uma maior e melhor articulação das comunidades dispersas pelo Brasil. A partilha de experiências durante os encontros é um dos traços marcantes. Os relatos da caminhada das comunidades, seus desafios, sofrimentos, lutas e conquistas, uma vez socializados, tornam patente a unidade até mesmo nos problemas e aponta para questões teóricas e práticas. O panorama apresentado fornece aos assessores referências para um aprofundamento teológico e sociológico.

Divulgação

Leia mais »

GUANAMBÍ – SANTO ANTÔNIO

Mons. Alex Adriano se despede de Guanambi; foi transferido para Caetité

02-01-2018 | Por; Mons. Alex Adriano Barbosa

Dai graças, em toda e qualquer situação, porque esta é a vontade de Deus, no Cristo Jesus, a vosso respeito.” (1Ts 5,18)

Caro irmão, cara irmã,

Dirijo-me a você, tendo no coração os mesmos sentimentos do Apóstolo Paulo, ao escrever à comunidade dos Tessalonicenses, quando afirma: “dai graças!”. Parto para a nova missão com a consciência de que o Senhor me chama a levar a alegria do evangelho a outras pessoas. Esta é a missão do batizado! Esta também é a missão do ministro ordenado!

Fui apresentado à Paróquia Santo Antônio de Guanambi no dia 26 de janeiro de 2014, em Concelebração Solene, na Praça da Igreja Matriz. Quase quatro anos se passaram. Muitas coisas aconteceram ao longo desse período, entre acertos e desacertos. Acredito que o que não faltou foi boa vontade e empenho por parte de todos aqueles que conosco somaram, dispostos a levar adiante a missão que foi confiada pelo próprio Senhor à sua Igreja, assumida, hoje, pelo corpo dos batizados que somos nós, Igreja viva, “em saída” e “em missão”.

Agradeço imensamente a todos quantos colaboraram com a evangelização nestas terras. Muito aprendi com vocês. Aprendi mais do que ensinei. Isso me servirá para o resto da vida. Foram experiências bem vividas que, com certeza, nos ajudarão a firmar os passos no seguimento a Jesus, sendo uma presença de testemunho, a serviço de uma Igreja acolhedoramisericordiosamissionária, de comunhão e participação, à luz do que nos tem pedido o Concílio Ecumênico Vaticano II e os ensinamentos do Papa Francisco.

Comigo, além das ricas experiências vivenciadas nesse tempo em que aqui estive, levo no meu coração as tantas pessoas com as quais convivi e às quais servi; sempre desejoso de que possam continuar o caminho com alegria, engajadas nos vários serviços de evangelização e fazendo acontecer o tão sonhado desejo de Jesus: o Reino. Cada pessoa, cada gesto, cada palavra, cada ação… vai dando rosto ao Reino de Deus presente neste pedaço de chão sagrado. O meu desejo é que as comunidades cresçam, se desenvolvam e se tornem “Igrejas vivas” que testemunham o seu Senhor em tempos tão desafiadores e exigentes como os que estamos vivendo, sem jamais perder a fé que gera esperança (Hb 11,1-2).

Não nos esqueçamos de que “na esperança fomos salvos” (Rm 8,24). Mesmo quando tudo parecer difícil, impossível, caminhamos para uma meta, e só poderemos alcançá-la, vencendo a nós mesmos e abrindo-nos à ação da graça de Deus em nossas vidas e em nossa história. Coragem! Em tempos tão conturbados e turbulentos como os nossos, “é preciso ter força, ter raça, ter graça, ter sonho, ter fé na vida”, como canta Milton Nascimento.

Miremos o horizonte com otimismo. Não cedamos lugar ao desânimo, à desesperança, à indiferença, ao medo nem ao comodismo. Quem sabe faz a hora… Saiamos da inércia que nos atrofia e trabalhemos pela construção de uma sociedade nova, diferente, mais humanitária, edificada a partir dos valores do Evangelho. O Papa Francisco, em um dos seus pronunciamentos últimos, disse que é possível vencer os vírus do nosso tempo com os anticorpos que vêm do Evangelho. Que tenhamos o bom costume de ler todos os dias uma passagem do Evangelho, de proteger no coração a Palavra, para que, como uma boa semente, dê fruto em nossas vidas.

Agradeço às várias lideranças de comunidades, coordenações de pastorais, movimentos, grupos, associações, entidades existentes na paróquia. Desejo-lhes uma proveitosa caminhada nesse novo tempo que se descortina.  Agradeço às irmãs Servas de Maria Reparadoras pelo testemunho, presença, colaboração e amizade, nutridos nesse tempo de intensa convivência. Aos funcionários e colaboradores, pelo dedicado serviço. Aos padres que comigo somaram ao longo desses quase quatro anos, especialmente, o Pe. Eutrópio, que até o presente momento convive comigo. Gratidão, ainda, a todos os homens e mulheres de boa vontade que, direta e indiretamente, contribuíram para o bom andamento das atividades nesse tempo e deixaram suas marcas impressas na caminhada de uma história secular de evangelização.

Concluo com as palavras do Apóstolo Tiago quando afirma que “a fé leva à perseverança” (1,3). Desejo-lhes perseverança na fé e na caminhada! Permaneçam unidos e trabalhando juntos! Coloquem os dons que receberam de Deus a serviço das comunidades e do povo fiel de Deus! Como verdadeiros “sujeitos eclesiais”, neste ano do laicato, comuniquem a alegria do Evangelho às pessoas e se esforcem para ser “sal da terra” e “luz do mundo”, este marcado por tantos dissabores e por tantas realidades de trevas. Acreditem no potencial de vocês e lutem para verem prosperar “a paz que é fruto da justiça” (Is 32,17) e tudo aquilo que corresponde ao bem-viver.

Permaneçamos unidos através da oração. Rezemos uns pelos outros e também pelo êxito da nossa missão. O início do meu ministério pastoral na Paróquia Senhora Santana (Catedral), em Caetité, será 28 de janeiro, às 19h30min. Conto com suas orações!

Em Cristo Jesus,

Mons. Alex Adriano Rocha Barbosa

DIOCESE

Criada, em Guanambi, a primeira Área Pastoral da Diocese de Caetité

02-01-2018 | Por PASCOM Guanambi

Criada, em Guanambi, a primeira Área Pastoral da Diocese de Caetité. Foto: PASCOM

No último sábado, 30 de dezembro, durante a Solenidade da Sagrada Família, foi criada, em Guanambi, a Área Pastoral São Francisco de Assis.

O decreto de criação do Bispo Dom José Roberto Silva Carvalho foi lido em Celebração Eucarística, na capela São Francisco de Assis, presidida pelo padre Eutrópio Aécio de Carvalho Souza, pároco da Paróquia São Geraldo Majella e responsável por cuidar do desenvolvimento pastoral, econômico, administrativo e patrimonial, a fim de que, em breve, a dita  Área Pastoral São Francisco de Assis, seja elevada à categoria de Paróquia.

A Área Pastoral São Francisco de Assis, em sua totalidade territorial, compreende as Comunidade Urbanas:  São Francisco de Assis (Bairro São Francisco), São Sebastião (Bairro São Sebastião), Nossa Senhora das Graças (Bairro Sitio Vomitamel), Nossa Senhora de Lourdes (Bairro Residencial das Árvores), São José Operário (Bairro Vomitamel), Santa Luzia (Bairro Novo Horizonte) e Santa Terezinha do Menino Jesus (BNH). O território da Área Pastoral foi todo desmembrado da Paróquia Santo Antônio e passou a pertencer canonicamente à Paroquia São Geraldo Majella.

Ao final da Celebração foi apresentado o conselho da Área Pastoral, formado por um representante de cada uma das comunidades que a compõe.

Veja as fotos.

MORTUGABA – SÃO JOSÉ

RCC de Mortugaba realiza 3º Renascer em Cristo

02-01-2018 | Por Zé Padre/PASCOM Mortugaba

O 3º Renascer em Cristo foi realizado pela RCC de Mortugaba. Foto: Patrício Daian

Nos dias 23 e 24 de dezembro, foi realizado, na Paróquia São José Operário, em Mortugaba, o 3° Renascer em Cristo, organizado pela Renovação Carismática Católica (RCC), com o apoio do padre José Carlos Rodrigues Pereira, pároco de Mortugaba. O encontro contou com momentos de muito louvor, oração, teatro, e pregações.

As pregações foram conduzidas pelo coordenador diocesano da RCC, Ricardo Santos. Participaram do evento várias caravanas de outras cidades, também de bairros, comunidades rurais e da sede. “O momento de adoração ao Santíssimo e a imagem de Nossa Senhora em nosso meio foram os ápice de nosso Renascer”, disse o coordenador da RCC de Mortugaba, Patrício Daian, à Pascom.

MORTUGABA – SÃO JOSÉ

Terço dos Homens de Mortugaba celebra aniversário de quatro anos do Movimento

28-12-2017 | Por Zé Padre/PASCOM Mortugaba

O Movimento Terço dos Homens da Paróquia São José Operário, em Mortugaba, celebrou o aniversário de quatro anos do Movimento, no último dia 20 de dezembro. A festa foi comemorada com a celebração da santa missa, presidida pelo padre José Carlos Rodrigues Pereira, pároco de Mortugaba. Contou, ainda, com uma confraternização entre as famílias dos homens do Terço, no Centro Comunitário. Em Mortugaba, a reunião do Terço dos Homens é realizada todas as terças feiras, às 19h30, na igreja Matriz. Na última terça-feira de cada mês acontece o Terço com as famílias.

Fotos: Alessandra de Souza

Artigos

Papa celebra Missa da Noite de Natal – leia a homilia completa

25-12-2017 | Da Rádio Vaticana

Papa Francisco na Missa da Noite de Natal – AP

Publicamos aqui o texto integral da Homilia do Papa Francisco na Missa da Noite de Natal:

Nesta noite, resplandece «uma grande luz» (Is 9, 1); sobre todos nós, brilha a luz do nascimento de Jesus. Como são verdadeiras e actuais as palavras que ouvimos do profeta Isaías: «Multiplicaste a alegria, aumentaste o júbilo» (9, 2)! O nosso coração já estava cheio de alegria vislumbrando este momento; mas, agora, aquele sentimento multiplica-se e sobreabunda, porque a promessa se cumpriu: finalmente realizou-se. Júbilo e alegria garantem-nos que a mensagem contida no mistério desta noite provém verdadeiramente de Deus. Não há lugar para a dúvida; deixemo-la aos cépticos, que, por interrogarem apenas a razão, nunca encontram a verdade. Não há espaço para a indiferença, que domina no coração de quem é incapaz de amar, porque tem medo de perder alguma coisa. Fica afugentada toda a tristeza, porque o Menino Jesus é o verdadeiro consolador do coração.  Leia mais »

Tags:
Artigos

Em artigo, Dom Armando Bucciol, bispo de Livramento, fala da participação na celebração deste domingo (24)

22-12-2017 | Por Dom Armando Bucciol/Bispo da Diocese de Livramento

Dom Armando Bucciol é bispo da Diocese de Livramento (BA) e presidente na Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da CNBB.

O Catecismo da Igreja Católica ensina que a celebração dominical do Dia e da Eucaristia do Senhor está no coração da vida da Igreja, que “O domingo, em que se celebra o mistério pascal, por tradição apostólica, deve guardar-se em toda a Igreja como o primordial dia festivo de preceito”. No próximo dia 24 de dezembro, um domingo, acontecerá algo que tem deixado vários fiéis em dúvida em relação à participação nas celebrações que acontecem no mesmo dia: a do 4º domingo do Advento e a da Vigília do Natal ou a do Natal do Senhor, no caso da celebração da I Véspera da Solenidade do dia seguinte, 25 de dezembro.

O dia do Natal de Jesus está entre aqueles que devem ser guardados e cuja participação dos fiéis é obrigatória, no dia festivo ou na tarde antecedente. Por isso, o bispo de Livramento de Nossa Senhora (BA) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Armando Bucciol, explica “de maneira essencial” o que os fiéis podem fazer:

 “Cada um, cada uma, faça o possível para participar no sábado à noite ou no domingo pela manhã da missa do 4º domingo do Advento, para participar também da missa da noite do Natal e/ou do dia de Natal, que tem as duas celebrações características litúrgicas e espirituais próprias. Esse é o ideal que todo cristão católico é convidado a viver”. Leia mais »

DIOCESE

Missa encerra missão dos seminaristas da Diocese de Caetité, em Mortugaba

19-12-2017 | Por Zé Padre/PASCOM Mortugaba

A missão dos seminaristas em Mortugaba durou uma semana. Foto: Alessandra Souza/PASCOM

Neste domingo (17), na praça Balbino Coelho, em Mortugaba, foi celebrada a missa de encerramento das missões dos seminaristas da Diocese de Caetité na Paróquia São José Operário. A missa foi celebrada pelo bispo Dom Carvalho e concelebrada pelos padres Sátiro Bezerra, Gilvan Pereira e José Carlos Rodrigues, pároco local.

Durante esses dias de missão, os seminaristas, que estão em formação nos seminários de Belo Horizonte e Caetité, e os padres formadores visitaram as famílias e os doentes. Fizeram encontro com jovens, crianças e famílias, também com grupos, pastorais e movimentos da paróquia.

“Devemos ser sempre uma igreja em missão”, disse Dom Carvalho, na homilia. Durante a celebração, o bispo fez a confirmação para o sacerdócio dos seminaristas José Nilton Silva Lisboa, Lázaro Teixeira Trindade e Dione Magalhães.

A Paróquia São José Operário e o padre José Carlos ficaram honrados com a brilhante missão desses dias pelas terras mortugabenses. A paróquia agradece aos seminaristas, aos padres e ao bispo Dom Carvalho.

Página 1 de 6412345...102030...Última »